ago 09 2017

Por meio de denúncia Eletrobras flagra prédio comercial no Conjunto Hiléia

A equipe de inspeção técnica da Eletrobras verificou, no ato da inspeção, que o prédio encontrava-se com ligações clandestinas

A equipe de inspeção técnica da Eletrobras verificou, no ato da inspeção, que o prédio encontrava-se com ligações clandestinas

Assessoria de Imprensa

A Eletrobras Distribuição Amazonas realizou, na última sexta-feira (04), uma ação de fiscalização visando combater e coibir a prática de furto de energia elétrica em um prédio comercial localizado na Rua 02 do Conjunto Hiléia, bairro Hiléia II, Zona Oeste de Manaus. A operação teve como objetivo inspecionar a medição e o padrão de entrada do prédio, atendendo uma denúncia de indícios de irregularidade e religações diretas na rede elétrica da Distribuidora.

A equipe de inspeção técnica da Eletrobras verificou, no ato da inspeção, que o prédio encontrava-se com ligações clandestinas, ligado diretamente na rede de baixa tensão da Distribuidora. Foram abertos os Termos de Ocorrência e Inspeção (TOI), e a suspensão do fornecimento de energia elétrica de imediato.  O proprietário do estabelecimento foi notificado pela autoridade policial a prestar esclarecimento pelas ligações clandestinas. O prejuízo estimado causado à Empresa foi de R$ 1.466,92 mil.

O proprietário do estabelecimento foi notificado pela autoridade policial a prestar esclarecimento pelas ligações clandestinas

O proprietário do estabelecimento foi notificado pela autoridade policial a prestar esclarecimento pelas ligações clandestinas

A operação contou com o apoio da Delegacia Especializada no Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECF).

A Distribuidora destaca que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o Código Penal Brasileiro, artigos 155 e 171.