Eletrobras realiza inspeções e flagra irregularidades em restaurante e ligações clandestinas em hotel
19 de junho de 2018 Destaques,Notícias rodrigo.felix

Responsável pelo hotel no centro de Manaus foi preso em flagrante

A Eletrobras Distribuição Amazonas realizou, nesta terça-feira (19), uma ação de fiscalização visando combater e coibir a prática de furto de energia. Os estabelecimentos fiscalizados foram um restaurante, localizado entre a avenida Djalma Batista e Mario Ypiranga, bairro Flores, Zona Centro-Sul de Manaus, e um empreendimento com hotel e bar no centro de Manaus. A operação contou com o apoio da Delegacia Especializada no Combate Ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS) e perícia do Instituto de Criminalística (IC).

restaurante recebendo inspeção

No restaurante fiscalizado, o medidor de energia foi apreendido para análise em laboratório, no período de um ano, cinco medidores já foram trocados por motivo de frade na medição. O responsável pelo restaurante já possui vários processos internos de recuperação de energia por fraude no sistema de medição. Um gerador também foi encontrado de forma irregular, sem os padrões exigidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Caso a Distribuidora não realizasse a inspeção, no período de um ano o prejuízo causado seria de cerca de R$ 92 mil.

o empreendimento estava com ligação clandestina sem nenhum tipo de medição

O segundo empreendimento fiscalizado foi um prédio onde funciona um hotel com cerca de 30 quartos e um bar, localizado na rua Lobo D’Almada, centro da cidade. No ato da inspeção foi constatado que o empreendimento estava com ligação clandestina sem nenhum tipo de medição, com cabos conectados diretamente a rede elétrica da Distribuidora, com sério riscos de danos a terceiros por choque elétrico e incêndio na fiação. O imóvel teve o fornecimento de energia elétrica suspenso de imediato, após a caracterização do furto de energia. Os prejuízos causados à Distribuidora e à sociedade representa valor de aproximadamente R$ 560 mil.

As ligações clandestinas do hotel com riscos de choque elétrico e incêndio da fiação

Os responsáveis pelos estabelecimentos foram intimados a comparecerem na Delegacia Especializada, para prestarem esclarecimentos sobre o crime.

A Eletrobras destaca que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o código penal brasileiro, artigos 155 e 171.

Tags
Eletrobras Distribuição Amazonas