ago 18 2017

Flutuantes são flagrados furtando energia e colocando vidas em risco

Flutuante foi encontrado com desvio no transformador

Flutuante foi encontrado com desvio no transformador

Assessoria de Imprensa

A Eletrobras Distribuição Amazonas realizou, nesta sexta-feira (18), uma ação de fiscalização visando combater e coibir a prática de furto de energia elétrica em cinco flutuantes localizados na Praia Dourada e Pontal do Tarumã, Zona Oeste de Manaus. A operação teve como objetivo inspecionar a medição e o padrão de entrada dos estabelecimentos. Dos cinco flutuantes inspecionados, três foram encontrados com irregularidades na medição.

Flutuante foi encontrado com subestação clandestina

Flutuante foi encontrado com subestação clandestina

A equipe de inspeção técnica da Eletrobras verificou, no ato da inspeção, um flutuante com uma subestação clandestina, outro com desvio no transformador, e um com desvio antes da medição de energia ligado diretamente na rede elétrica da Distribuidora. Todos os três flutuantes irregulares foram encontrados com cabos subaquáticos fora do padrão e normas técnicas, onde os mesmos estavam submersos no Rio Tarumã sem a proteção adequada, oferecendo riscos de choque elétrico aos seus frequentadores.

Flutuante foi encontrado com desvio na medição

Flutuante foi encontrado com desvio na medição

Após o procedimento de inspeção foi realizada a suspensão do fornecimento de energia elétrica dos estabelecimentos e, os  responsáveis foram notificados pela autoridade policial a prestar esclarecimento pelas ligações clandestinas. O prejuízo estimado à Empresa e a sociedade foi de R$ 101.258,97 mil ao ano.

Após o procedimento de inspeção foi realizada a suspensão do fornecimento de energia elétrica dos estabelecimentos

Após o procedimento de inspeção foi realizada a suspensão do fornecimento de energia elétrica dos estabelecimentos

A operação contou com o apoio da Delegacia Especializada no Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS).

A Distribuidora destaca que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o Código Penal Brasileiro, artigos 155 e 171.