set 06 2017

Em operação no Conjunto Renato Souza Pinto Eletrobras fiscaliza 107 Unidades Consumidoras

O prejuízo causado à Distribuidora foi de cerca de R$ 41.393,00

O prejuízo causado à Distribuidora foi de cerca de R$ 41.393,00

Assessoria de Imprensa

A Eletrobras Distribuição Amazonas realizou uma ação de fiscalização para combater a prática de furto de energia na Rua L, do Conjunto Renato Souza Pinto, bairro Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. A ação foi realizada na última quinta-feira (31), e inspecionou a medição e o padrão de entrada de várias residências e estabelecimentos da localidade.

No total, sete equipes técnicas da Distribuidora participaram da operação, realizando 107 visitas, das quais 22 unidades consumidoras apresentaram algum tipo de irregularidade e 29 tiveram o fornecimento de energia elétrica suspenso por inadimplência de débitos. Algumas unidades estavam ligadas diretamente à rede elétrica de baixa tensão da Distribuidora. Outros casos apresentaram desvios em determinadas fases da medição de energia elétrica.

No total, sete equipes técnicas da Distribuidora participaram da operação, realizando 107 visitas

No total, sete equipes técnicas da Distribuidora participaram da operação, realizando 107 visitas

As residências que apresentaram irregularidades foram adotados os procedimentos de abertura do Termo de Ocorrência e Inspeção e os responsáveis notificados. O prejuízo estimado causado à Empresa foi de cerca de R$ 41.393,00.

Prédio residencial no Tancredo Neves

O Proprietário do prédio foi preso em flagrante por furto de energia, sendo liberado pela autoridade policial após o pagamento da fiança de R$ 3 mil

O Proprietário do prédio foi preso em flagrante por furto de energia, sendo liberado pela autoridade policial após o pagamento da fiança de R$ 3 mil

Na manhã da última sexta-feira (01), um prédio residencial com 15 apartamentos, localizado na Rua São José, Bairro Tancredo Neves, foi fiscalizado pela Distribuidora sendo encontrado desvio de energia no padrão de entrada, onde a energia era distribuída para treze apartamentos. O prejuízo causado à Distribuidora foi de cerca de R$ 28.169,57. O Proprietário do prédio foi preso em flagrante por furto de energia, sendo liberado pela autoridade policial após o pagamento da fiança de R$ 3 mil, e responderá pelo crime em liberdade.

A Eletrobras Distribuição Amazonas destaca que o combate às perdas de energia só é possível com o envolvimento de toda a sociedade. O furto de energia e a fraude de medidores são tipificados como crime conforme o código penal brasileiro, artigos 155 e 171.